terça-feira, 5 de janeiro de 2016

III

- Bom dia Johanna.
- Bom dia Martinho.
- Como foi o resto do fim-de-semana?
- Passou-se…
- Ele não voltou a telefonar?
- Não.
- Fiz o pedido para voltarem a monitorar o teu telefone mesmo não acreditando que o façam. Não temos motivos que o justifiquem.
- Pois.

Johanna sentara-se à secretária com a chávena de café entre as mãos a tentar aquecê-las. Martinho fez uma pausa como que a dar-lhe o tempo que o olhar dela parecia pedir e depois continuou:

- Temos um caso mas podes acabar o café.
- Temos um caso e não me dizes nada? Vamos!

Johanna engole o resto do café de um golo e levanta-se. Martinho segue-a.

Em pouco tempo estão no local do crime, um armazém abandonado perto do porto. No centro da sala ampla está um poça de sangue acima da qual está o corpo de um homem suspenso, como que emaranhado, na cortinha de correntes enferrujadas que vêm do tecto.

- Bom dia Semedo.
- Bom dia detectives.
- A que horas foi encontrado?
- Seis da manhã, o guarda nocturno ouviu um barulho e entrou neste espaço que não faz parte da ronda pois deveria estar fechado.
- E não estava?
- Segundo o guarda, a porta principal, a mesma por onde entraram, estava. Solicitei a verificação de todas as outras.
- Muito bem. Conte-me o que sabemos mais.
- Pouco mais do que está à vista. Estamos à espera que a equipa forense acabe de documentar a sua posição para o retirar e verificar se tem identificação. Como disse este espaço devia estar fechado pois o armazém está para venda.
- Encontraram os pés e as mãos?
- … ainda não.
- Obrigado …

- Johanna? O que foi?

Johanna afastara-se para o canto da sala oposto à porta por onde haviam entrado e olhava estática a cena do crime.

- Johanna?
- Olha Martinho…

Martinho virou-se e olhou. Viu o que ela estava a ver e ficou calado como ela estava…

- Detectives… encontraram alguma coisa? Porquê essas caras? Virgem Santíssima!…

O agente Semedo tinha-se virado olhando na mesma direcção que Johanna e Martinho. O que parecia um emaranhado de correntes, naquele ângulo e só naquele ângulo, era uma sequência ordenada de traços que formava um padrão geométrico com o corpo no centro.

Um outro agente chega ao pé do agente Semedo e como que com receio de interromper o silêncio segreda-lhe algo. Ao virar-se olhando na mesma direcção que os restantes não consegue conter um “o que raio?” de espanto.

- Detectives… posso confirmar que todas as entradas à excepção da principal, incluindo janelas, estão fechadas. E não foram encontrados as mãos e os pés da vítima dentro deste edifício.
- Obrigado agente Semedo. Peço aos peritos forenses para fotografarem a cena do crime deste ângulo antes de retirarem o corpo, por favor.
- Sim detective.

Os dois agentes afastam-se e Martinho fita Johanna que ainda não conseguira deixar de olhar na direcção do corpo daquele ângulo.

- Johanna… não sei que dizer… uma coisa é não acreditar em coincidências outra é isto!...

Johanna não responde mas desvia finalmente o olhar na direcção da porta. Observa um homem alto, moreno, bem constituído, de fato cinzento e óculos escuros que se dirige para eles.

- Pedro…
- Johanna. Detective Martinho.
- Pedro? O teu antigo parceiro?
- Sim, detective Martinho, sou o antigo parceiro da Johanna.
- Mas não tinha desaparecido nas sombras após a morte de sua mãe?
- Ninguém desaparece… com sorte conseguimos tornar-nos mais difíceis de encontrar…

Pedro completou a frase com um sorriso enigmático, ao virar-se a sua expressão muda e o corpo contrai-se, como que tentando dissimular o espanto.

- … sim Pedro, é o mesmo padrão… não me digas que não estavas à espera de algo assim?
- Para te ser franco, estava à espera de algo mas não assim…
- A vida é cheia de surpresas… ou talvez não.
- Johanna…
- Desculpa, eu sei que não é a altura… mas a que devemos a honra?
- Fiquei preocupado contigo depois de teres ligado.
- Não devias… O que achas disto? … Já sei, vamos esperar pelo que diz o médico legista…

Pedro sorri e não responde. Os três encaminha-se de volta ao centro da sala. Querem olhar para o corpo mais de perto assim que este for retirado das correntes.

(continua)


FATifer

12 comentários:

  1. Respostas
    1. noname,

      Eu também estou a gostar ;)

      Beijinho,
      FATifer

      Eliminar
  2. Fantástica mente a tua! :) Até estou com pele de galinha!...

    Lembras-te daquela serie que era transmitida altas horas da noite, "Mentes Criminosas"? Pois eu não perdia um episódio! Metia-me na cama e chegava a dormitar com a luz acesa só para não pegar no sono.

    É assim uma espécie de fetiche que eu tenho...sei lá!! :)
    E tu consegues fazer-nos vislumbrar as cenas macabras na perfeição, embora sob um véu misterioso!
    Muito bom...


    Beijinhos, envoltos em suspense.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Janita,

      Obrigado. Fico realmente contente que te esteja a agradar. Acredita que me está a dar gozo escrever. ;)

      Essa série é muito boa!

      … sem mistério não tem piada! O meu “problema” neste momento, é que abri tantas possibilidades que estou indeciso por onde ir… mas é um óptimo “problema” de se ter! ;)

      Beijinhos,
      FATifer

      Eliminar
    2. Como bom escritor que és,sabes bem melhor do que eu...mas podes enveredar por um caminho e retroceder tomando outro de seguida.
      Afinal o trabalho de detective criminal é muitas vezes feito de avanços e recuos, digo eu! :)
      Seja como for, tenho a certeza que o final vai ser fenomenal!

      Beijinhos e dorme bem!! ;)

      Eliminar
    3. “bom escritor” :)

      … sim, palpita-me que isto vai dar muitas voltas! ;)


      Beijinhos e bons sonhos para ti,
      FATifer

      Eliminar
    4. Sim, 'bom escritor'! Porque ser bom escritor não é ter muitos livros editados, ter nome afamado!
      Ser bom escritor é saber colocar, na palavra escrita, conteúdos que prendam a atenção de quem lê. E isso tu fazes muitíssimo bem...neste e noutros géneros literários...:)

      Vou à vida...

      Beijinhos e boa escrita.

      Eliminar
    5. Pois só posso agradecer as tuas palavras. Eu gosto de contar histórias. Fico contente que te agrade a forma como o faço! ;)

      Beijinhos,
      FATifer

      PS – hoje não deu para escrever nada…

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Acredito que sim caro amigo (também fiz por isso!) ;)

      Grande abraço,
      FATifer

      Eliminar
  4. Temos policial? Bora lá! :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim Teté, parece que temos policial... ;)

      Beijinhos e bom fim de semana,
      FATifer

      Eliminar

É favor comentar se acha que tem algo a acrescentar…
Aviso apenas que me reservo o direito de eliminar qualquer comentário que entenda, porque sim!