domingo, 31 de dezembro de 2017

Em jeito de balanço...

A vida dá muitas voltas. Se em 2015 me tivessem descrito o meu ano de 2017 diria que tinham demasiada imaginação, mas como já constatámos várias vezes, a realidade suplanta sempre a ficção!
Foi um ano cheio... de coisas boas. Será um ano difícil (para não dizer impossível) de igualar. Foi um ano em que vivi coisas que já não esperava viver. A minha vida mudou para sempre e para melhor, para muito melhor! Entrarei em 2018 mais rico, não de zeros na conta bancária mas de coisas que não se compram com esses zeros. Vivo neste momento porque quero apreciá-lo com tudo o que me traz. Não olho em frente, mas sei que se olhasse veria mais coisas bonitas. Sinto-me bem. Quero sorrir como tenho sorrido. Quero continuar a saborear tudo o que de bom a vida me pode dar, mesmo que isso signifique ter de suportar alguns momentos "maus". Porque nada é perfeito, mas todos os dias podemos e devemos fazer para que seja um bocadinho menos imperfeito no nosso conceito.

"Enquanto houver estrada para andar, a gente vai continuar" juntos e felizes!


FATifer

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Só a tiro!

É a vontade que tenho diariamente perante as inúmeras situações aberrantes com que me deparo no trânsito (sim vou ficar pelo trânsito, senão tinha de considerar outras armas). Ele é o condutor que havendo uma fila vai mesmo até saída porque há sempre alguém que me deixa entrar (sim eu faço isso mas eu ando de moto, não me ponho, nem paro, à frente de ninguém!). O condutor que dentro do carro faz tudo: come, bebe, fuma, fala ao telemóvel, envia smss e até conduz o carro, ocasionalmente. O condutor que assume que os outros são todos videntes e por isso piscas é algo que não sé preciso usar. O condutor que passa o traço contínuo. O condutor que atira a beata para o chão. O condutor que vai a pastelar mas quando se vê a ser ultrapassado, acelera. O célebre condutor da faixa do meio. O condutor que tirou a carta no reino unido e por isso vai sempre na faixa da esquerda. O condutor que vai a conversar (ou mesmo a discutir) com os restantes ocupantes da viatura e ocasionalmente lá se lembra que até devia ir a conduzi-la. O condutor que pára o carro e liga os quatro piscas, não interessa se está no meio do caminho e ninguém passa. O condutor que estaciona em contra-mão, ou em segunda fila, ou numa curva, ou em segunda fila numa curva, ou à frente de uma garagem, ou todas as outras situações e lugares parvos para se estacionar!

Podia continuar a enumerar, mas não me apetece. O que digo é que: só a tiro!


FATifer

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Música...

... que eu sinto!

Lavinia Meijer (plays harp version) - Philip Glass / Metamorphosis


FATifer

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

Falando para ti 9

Quando mudaste isto, mudaste a minha vida. Como te disse, estava conformado (ou fazia o esforço de me convencer que sim). Já te disse que não quero perceber porquê, nem me interessa muito agora o como. Quero apenas viver contigo, como parece que sempre vivi. Contigo sinto-me em casa. Contigo sinto realmente que todos os bens materiais perdem importância. Não estou a dizer que não sentisse falta deste ou daquele, mas hoje vejo que vivo perfeitamente bem sem muito do que, antes de te conhecer, nem conceberia abdicar!
Sim, vamos ser velhinhos, os dois, juntos!



FATifer

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

...

Quem tenha dúvidas que a realidade é algo de subjectivo, ponha-se a assistir a um debate televiso (e nem tem de ser com políticos).

FATifer

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Falando para ti 8

“Almas gémeas” sempre foi para mim um conceito “estranho” que não consegui entender. Até ao dia que percebi que não se “entende”, sente-se! Não vou sequer fazer o esforço de tentar explicar aos outros “o que é” ou “como é”. Agora sei que, quem já sentiu sabe. Quem não sentiu só vai saber quando e se sentir! Eu sinto algo que apenas tinha imaginado, por te ter a meu lado. O que sinto, está em linha com o imaginado, mas ao mesmo tempo fica aquém do mesmo. Porque amar-te, e saber que me amas, é tão mais do que poderia imaginar!
Não sei se vale a pena afirmar que és a minha “alma gémea”, mas sei que te quero (e tudo farei para te ter) a meu lado para o resto dos meus dias!



FATifer