domingo, 29 de janeiro de 2017

Monólogo de mim… XXXV

Ouvia eu a música que levo comigo no telefone e constatei que a canção abaixo ficaria muito bem aqui (não consegui vídeo, mas podem ouvir carregando no link abaixo).
Adoro encontrar músicas que falam por nós!


Tenho o amor guardado numa caixa
Arrumado há tanto tempo
Que a tampa não queria abrir
Quase nunca sabia onde estava
E se acaso a encontrava
Era pra esconder a seguir
E ao mudar de lugar pra lugar
Eu já me cansei de tentar
Já me fartei de falhar
Fui-me habituando a essa ideia
Dessa caixa ser aldeia
Onde ninguém quer morar
E já repousava num recanto
Quando tu teimaste tanto
Que eu tive que a ir salvar
Eu expliquei que era um caso perdido
Mas tu não me deste ouvidos
Resolveste arriscar
E foi aí que sem tentar
Tu segredaste em baixa voz
Não é missão só para mim
É uma missão pra nós
E eu que nem sabia ter
Ainda forças pra gastar
Peguei te nas mãos por entre as minhas
E finalmente ouvi
Rodar
E foi aí que sem tentar
Tu segredaste em baixa voz
Não é missão só para mim
É uma missão pra nós
E eu que nem sabia ter
Ainda forças pra gastar
Peguei te nas mãos por entre as minhas
E finalmente ouvi
Rodar



FATifer

sábado, 28 de janeiro de 2017

Músicas…

E tudo aquilo dá nisto:

"You'll Always Be My Girl" | Drew Holcomb and the Neighbors


FATifer

quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Citando

Algo que me disseram hoje em conversa e que considero muito acertado:

“Perder tempo é apenas isso, perder tempo. Se tens uma chance de ser feliz, sê-o!”



FATifer

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

domingo, 8 de janeiro de 2017

Falando para ti 2

Ando pela casa na tua ausência. Vejo as tuas coisas que cá deixaste. Imagino os espaços para outras que virão a estar aqui. Sorrio por te saber presente, mesmo na tua ausência.
Por mais que ainda me espante, sei que tudo o que temos, tudo o que construímos, vai crescer, consolidar-se, e fazer do nosso mundo o lugar mais bonito a cada dia.
Racionalmente já me tinha convencido que havia desistido de tudo o que, agora, considero natural no nosso futuro, porque contigo, nada me assusta e tudo faz sentido!



FATifer

domingo, 1 de janeiro de 2017

Em jeito de balanço…

Muitos dirão que 2016 não foi um ano bom. Terão razão, se virmos a quantidades de referências da nossa cultura que nos deixaram, por exemplo. A nível pessoal, cada um poderá ou não ter razões para o afirmar. Se olhar para alguns acontecimentos do meu ano poderia concordar, mas para mim 2016 nunca vai ser um ano mau. Noutro dia alguém no “livro das caras” (facebook) pedia para o resumir numa palavra. Escolhi “inesquecível” porque foi!

Fica uma música, numa excelente voz, que explica a principal razão por que o afirmo:

At Last by Etta James

Excelente 2017 para todos!

FATifer